Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Cultura > FCJA realiza live com o tema "Democracia, Memória e Ação"

Notícias

FCJA realiza live com o tema "Democracia, Memória e Ação"

por publicado: 30/03/2021 08h37 última modificação: 30/03/2021 08h37

A Fundação Casa de José Américo realiza, nesta quinta-feira (1º), às 9h, uma live com o tema  "Democracia, Memória e Ação - Ao que resiste hoje?”, pelo canal oficial da FCJA no YouTube. O evento terá a participação do artista plástico Flávio Tavares, do cineasta Sílvio Tendler e da professora e pesquisadora Iranice Muniz, com mediação da professora Lúcia Guerra e da historiadora Ana Paula Brito, ambas respectivamente gerente executiva do Arquivo e gerente operacional de órgãos setoriais da FCJA.

O evento virtual visa realizar um ato para promover um debate em torno do direito à Memória, Verdade e Justiça, conectado com o projeto "Democracia, Memória e Ação", que surge com o objetivo de articular o passado de resistência à Ditadura na Paraíba até os dias atuais, além de discutir a missão do Memorial da Democracia, em processo de inauguração, com sua instalação na Fundação Casa de José Américo. A live integra a programação de aniversário de 40 anos da FCJA.

A live constará de três momentos: a apresentação do painel artístico, com a participação do multiartista Flávio Tavares, com mediação de Ana Paula Brito. A seguir, a apresentação do projeto da exposição de longa duração do Memorial da Democracia,  por Ana Paula Brito. Por fim, uma conversa com o cineasta Sílvio Tendler e a professora e pesquisadora Iranice Muniz, sob a mediação da professora e pesquisadora Lúcia Guerra. 

Perfil dos participantes

Flávio Tavares - Renomado e versátil artista plástico paraibano, destaca-se pela arte de pintar quadros majestosos e murais temáticos, enfatizando aspectos culturais, políticos e sociais brasileiros. Participou de importantes mostras  pelo Brasil e diversos países. 

Iranice Muniz - Graduada em Direito, pela Universidade Cândido Mendes (RJ) com pós-doutorado na área, atualmente é professora adjunta da UFPB, tem doutorado em Direito Público, pela Universidade de Barcelona. Coordenou o Grupo de Trabalho Repressão do Estado, na Comissão Estadual da Verdade de Preservação da Memória da Paraíba.

Sílvio Tendler - Iniciou sua trajetória no cinema, através do Movimento Cineclubista, um espaço para debates nos anos sessenta. Presidiu a Federação de Cineclubes do Rio de Janeiro, residiu no Chile, e, a seguir, na Europa, onde formou-se em História, fez mestrado e retornou ao Brasil, onde realizou o primeiro longa-metragem.

Lúcia Guerra - Historiadora e professora, possui mestrado, especialização em Cultura Afro-brasileira e doutorado em História Social. Já integrou a Comissão Estadual da Verdade e Preservação da Memória do Estado da Paraíba. Atualmente é gerente executiva de Documentação e Arquivo da FCJA.

Ana Paula Brito - Graduada em História, é mestre em Memória Social e Patrimônio Cultural e doutora em História Social. Atualmente coordena o projeto de criação do Memorial da Democracia da Paraíba, com sede na Fundação Casa de José Américo.

Memorial da Democracia

O Memorial da Democracia da Paraíba foi criado pelo mesmo marco legal que instituiu a Comissão Estadual da Verdade e da Preservação da Memória do Estado da Paraíba - Decreto no 34.426, de 31 de outubro de 2012, conforme registrado no art. 13 que diz que “O acervo documental e de multimídia resultante dos trabalhos da Comissão, ora criada será denominado de Memorial da Democracia da Paraíba e ficará sob a guarda e responsabilidade da Fundação Casa de José Américo”. 

A implantação desse memorial está de acordo com o Programa Nacional de Direitos Humanos, PNDH 3 (Decreto no 7.037/2009), especificamente com o Eixo Orientador VI: Direito à Memória e à Verdade, que norteou a instalação da Comissão Nacional da Verdade no país. 

A proposta de atuação desse Memorial tem como respaldo a educação para a cidadania e os direitos humanos, envolvendo as atuais e novas gerações, na perspectiva, apresentar elementos que contribuam para a construção do pensamento crítico frente à história nacional e local, bem como para o pleno exercício da cidadania, preservando as memórias do período ditatorial na Paraíba. 

O Memorial da Democracia é de uma instituição museológica com o objetivo de estudar, valorizar, preservar e divulgar a história e a memória referentes ao período da Ditadura Militar no estado da Paraíba.

O Memorial está em processo de inauguração com previsão ainda para este ano. 

registrado em: , , , ,

BR 101 - KM 03 - Distrito Industrial - João Pessoa-PB - CEP: 58.082-010
CNPJ 01.518.579/0001-41