Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Cultura > Projeto ‘Música do Mundo’ traz Quinteto Uirapuru em novembro

Notícias

Projeto ‘Música do Mundo’ traz Quinteto Uirapuru em novembro

por publicado: 28/10/2017 07h29 última modificação: 28/10/2017 07h29
Divulgação Rucker Bezerra (violino 1), Rodrigo Eloy (violino 2), Paulo França (viola), Leo Semensatto (cello), Hercílio Antunes (baixo acústico e elétrico) formam o Quinteto

Rucker Bezerra (violino 1), Rodrigo Eloy (violino 2), Paulo França (viola), Leo Semensatto (cello), Hercílio Antunes (baixo acústico e elétrico) formam o Quinteto


Com repertório que valoriza os ritmos e os compositores brasileiros, o Quinteto Uirapuru é a atração de novembro do projeto ‘Música do Mundo’. O show acontece no próximo sábado (4), às 21h, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, localizada na Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc), em João Pessoa. O ingresso custa R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada) e a bilheteria abre com uma hora de antecedência.

Criado em 2002, o Quinteto Uirapuru desenvolve uma intensa atividade musical em todo o Brasil, destacando-se pela qualidade e versatilidade em suas apresentações, sempre aclamado pelo público e crítica do país. O Quinteto prima por um repertório brasileiro, dando ênfase a novos compositores, além de composições próprias, com músicos de formação acadêmica com larga experiência. A formação conta com Rucker Bezerra (violino 1), Rodrigo Eloy (violino 2), Paulo França (viola), Leo Semensatto (cello), Hercílio Antunes (baixo acústico e elétrico).

O projeto é uma ação promovida pela Funesc que tem como objetivo a valorização dos artistas e da música contemporânea. A cada edição, artistas brasileiros e de outros países ocupam o palco da Sala de Concertos. O lançamento aconteceu em agosto de 2015. Uma das características do projeto é o preço popular do ingresso, de forma a permitir ao público acesso às atrações de qualidade internacional.

Em 2002, o Quinteto Uirapuru foi selecionado para se apresentar para o príncipe Friedrich II da Dinamarca na primeira exposição das obras de Albert Eckhout no Brasil. Em abril de 2003, lançou o CD ‘Lá em Casa’, uma coletânea com artistas paraibanos, onde executa desde obras eruditas consagradas até a mais autêntica música brasileira.

No segundo semestre de 2003, o Quinteto firmou uma parceria com o mestre Sivuca para lançar o CD ‘Sivuca & Quinteto Uirapuru’, que foi lançado em 2004 pelo selo Kuarup. O CD conta com arranjos inéditos feitos especialmente para o Quinteto Uirapuru pelo mestre Sivuca. Composições inéditas e consagradas de Sivuca, Glória Gadelha, Rucker Bezerra e Hercílio Antunes fazem parte desse trabalho que foi um dos grandes lançamentos de 2004, já que consiste em uma formação inédita de sanfona com quinteto de cordas.

Em Brasília, a convite da Embaixada da Espanha, realizou apresentação na abertura da feira cultural ‘Espanha mostra o Nordeste’. Em novembro do mesmo ano, repetiu o sucesso do ano anterior no ‘X Fenart’. Em janeiro de 2005, o Uirapuru fez o encerramento do ‘XIII Festival de Música Instrumental da Bahia’, no Teatro Castro Alves, em Salvador.

Em maio de 2005, o Uirapuru foi o primeiro grupo de câmera a se apresentar na costa brasileira a bordo do navio M/V Pacific em Fernando de Noronha. O grande reconhecimento em nível nacional do Quinteto Uirapuru deu-se com a indicação do CD ‘Sivuca e Quinteto Uirapuru’ em quatro categorias do ‘Prêmio Tim 2005’, sendo finalista na categoria ‘Melhor Grupo Instrumental’ e saindo vencedor na categoria ‘Melhor Arranjo’.

Desde 2010, o Uirapuru desenvolve uma pesquisa acerca da música armorial do Nordeste e tem se apresentado em festivais internacionais de música. Em 2016, o Quinteto Uirapuru foi convidado a fazer parte da trilha sonora da novela ‘Velho Chico’, da Rede Globo de Televisão. Em 2016 foi uma das atrações do projeto ‘Música na Estrada’, em Santarém, no Pará.

Em julho de 2017, a convite da Funesc, o Quinteto Uirapuru protagonizou o espetáculo ‘Amar e mudar as coisas me interessa mais – eternamente Belchior’, concerto realizado pela Funesc que contou com a participação de dez intérpretes da cena paraibana.

BR 101 - KM 03 - Distrito Industrial - João Pessoa-PB - CEP: 58.082-010
CNPJ 01.518.579/0001-41