Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Esportes > Internacional-PB perde patrocínio e treinador ao mesmo tempo

Notícias

Internacional-PB perde patrocínio e treinador ao mesmo tempo

por publicado: 22/02/2017 00h05 última modificação: 22/02/2017 07h50
Reprodução/Youtube O técnico Índio Ferreira pediu demissão da equipe após desentendimentos com o presidente do clube, Tassiano Gadelha

O técnico Índio Ferreira pediu demissão da equipe após desentendimentos com o presidente do clube, Tassiano Gadelha


Ivo Marques

Depois do sucesso na segunda divisão do Campeonato Paraibano, quando foi campeão, e a grande campanha que vem fazendo na primeira divisão, estando no G4, à frente de equipes tradicionais do futebol paraibano, o Internacional de João Pessoa está mergulhado em uma crise. A diretoria anunciou o fim da parceria com uma empresa do Sudeste, que era responsável por todo o investimento no clube, e o técnico Índio Ferreira pediu demissão.

As versões sobre os motivos que levaram a empresa a suspender a parceria com o Internacional não estão totalmente esclarecidas. Conforme a reportagem de A União pôde apurar, existem duas versões completamente diferentes sobre o problema.

Segundo o presidente do clube, Tassiano Gadelha, o motivo da empresa romper a parceria foi a desistência do técnico Índio Ferreira de continuar dirigindo a equipe. “O técnico Índio recebeu propostas melhores, e resolveu deixar o clube. Como ele fazia parte do projeto da empresa para o desenvolvimento do Inter, os empresários resolveram desistir do projeto”, disse Tassiano.

O presidente afirmou ainda que o empresário Adir Lemos foi corretíssimo com o clube, cumprindo com tudo aquilo que tinha sido acordado entre as duas partes. “Para se ter uma ideia, o time recebia rigorosamente em dia, inclusive era o único a pagar quinzenalmente aos atletas. Não tenho nada contra o empresário, muito pelo contrário, só agradecer”, disse Tassiano Gadelha.

Por outro lado, o técnico Índio Ferreira deu uma outra versão sobre o fim da parceria. Segundo ele, a verdade deverá surgir em breve, mas afirmou que o presidente tem muito a ver com tudo o que está acontecendo.

“Desde a segunda divisão, que Tassiano queria também ser técnico da equipe, e não se conformava com o fato de eu ter sido contratado pela empresa. Ele deixava transparecer isto claramente falando de suas qualidades de treinador, e tentando se aproximar da empresa. Eu trabalhei todo tempo tendo que aguentar esta dor de cotovelo dele. Eu recebi e recebo muitas propostas, graças ao meu trabalho e minha honestidade e caráter. Este não foi o motivo de minha saída. Meu compromisso é sempre com a verdade. Posso falhar porque sou ser humano, mas sempre me pauto pelo que é correto. Saí do clube porque não teria clima para trabalhar, após o fim da parceria. Muitos dos jogadores já ameaçam deixar o time se o presidente assumir todos os compromissos com o plantel. Os atletas não acreditam no dirigente”, disse Índio, que também confirmou que a empresa foi correta com o clube, enquanto esteve à frente da parceria.

Futuro

Em meio a tantos problemas, a pergunta que não quer calar é como vai ficar o Internacional, hoje quarta melhor equipe do Campeonato Paraibano. A verdade é que os jogadores voltaram aos treinos sem uma definição do futuro do clube.

Comenta-se que a diretoria vai tentar recontratar o executivo Eduardo Araújo, responsável pela montagem do time, na segunda divisão, e que deixou o clube depois de não concordar com a forma como a parceria estava caminhando.

Segundo uma fonte ligada ao clube, a volta de Eduardo traria a tranquilidade ao elenco, já que os jogadores confiam no seu trabalho. A fonte também garante que o novo técnico do Internacional poderia ser Jason Vieira, que já treinou o Auto Esporte, e conhece boa parte do elenco, ou Laerte Santos, que dirigiu com muito sucesso o Femar, na segunda divisão do ano passado.

Para sanar os problemas financeiros futuros, o clube estaria apostando na entrada de um novo patrocinador, e também nos recursos do Projeto Gol de Placa do Governo do Estado. As soluções deverão sair nas próximas horas, para evitar um desmanche da equipe.

O Internacional volta a campo já no próximo sábado, às 16 horas, no Almeidão, contra o Botafogo. A partida abrirá o returno da primeira fase do Campeonato Paraibano.

Av. Chesf - Distrito Industrial, 451. João Pessoa - PB. CEP 58082-010
CNPJ 09.366.790/0001-06