Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Esportes > Na contramão da crise, Belo arrecada R$ 100 mil por jogo disputado

Notícias

Na contramão da crise, Belo arrecada R$ 100 mil por jogo disputado

por publicado: 17/06/2017 00h05 última modificação: 17/06/2017 08h55
Facebook/Botafogo da Paraíba De acordo com o portal srgoool.com.br, o Botafogo faturou, em seus três confrontos ao lado da torcida, R$ 284.744,54

De acordo com o portal srgoool.com.br, o Botafogo faturou, em seus três confrontos ao lado da torcida, R$ 284.744,54


Ivo Marques

O torcedor botafoguense tem razões para comemorar neste início de participação na Série C do Campeonato Brasileiro. Além de estar entre os 3 primeiros do grupo A, e ter a melhor defesa de todas as séries, o Belo também é destaque nacional, graças a sua torcida. O time tem uma média de público, por jogo, que ultrapassa os 7 mil pagantes, perdendo apenas para o Fortaleza e para o Remo, clubes com imensa torcida.

Em recente matéria divulgada pelo site srgoool.com.br, um dos mais acessados sites esportivos do país, o Botafogo é uma das exceções, e exemplo entre os clubes brasileiros que estão participando das competições nacionais e não estão tendo prejuízo. A reportagem mostra que têm muitos clubes pagando para jogar, e a crise econômica atingiu de cheio estas equipes.

Quando se refere ao Botafogo, a matéria diz: " ...há clubes que fizeram uma boa poupança. O maior montante é do paraibano Botafogo, que ocupa a 3ª colocação no grupo A. O Belo, em seus três confrontos ao lado da torcida, faturou R$ 284.744,54. A cada partida, o Botafogo leva quase R$ 100 mil (R$ 94.914,85)".

Depois do Botafogo, vem o Remo, o próximo adversário do Belo, dono da bagatela de R$ 237.249,45. O Remo também é integrante da zona de classificação do Grupo A. E fechando o Top 3 tem o Joinville, maior arrecadador do Grupo B. O Joinville- SC faz campanha modesta na Série C - a dois pontos do G4, e também dois da degola -, mas tem faturado em casa. O valor total chega a R$ 70.798,12.

Segundo a matéria, a Série C do Campeonato Brasileiro realizou cinco rodadas e 50 jogos, e já tem dez clubes no vermelho. De acordo com os dados levantados pelo site, o maior rombo é do Bragantino, justamente um dos integrantes do G4. O Braga, em três partidas como mandante, amarga uma dívida de R$ 53.858,66.

Diz a reportagem: "é como se, a cada vez que pisasse no gramado, o clube paulista tivesse que desembolsar R$ 17.952,89. Nos três jogos que realizou em casa, o Bragantino registrou déficit. O maior aconteceu na estreia contra o Botafogo (R$ 20.159,04). O Tricolor, aliás, também está no G4 do Grupo B, e também tem dívida na divisão.

O prejuízo do Botafogo, contudo, é um pouco menor, de R$ 16.169,56. No mesmo patamar há o Volta Redonda, atual campeão da Série D. O clube do Rio de Janeiro lidera o Grupo B, mas nas arquibancadas colhe dívidas (R$ 16.987,19). Dos dez clubes no vermelho, sete são do Grupo B. O Tombense, que tem a menor dívida (R$ 2.468,08), conseguiu arrecadar na última rodada o montante de R$ 2,44.

No grupo A, o do Botafogo, segundo o site, a pior situação é a do ASA de Arapiraca. O clube alagoano já acumula déficit de R$ 35.184,10 nos três duelos que realizou como mandante. O Cuiabá, mesmo atuando na Arena Pantanal, um dos estádios da Copa do Mundo, também está no vermelho (R$ 19.371,59). Já o Salgueiro, o outro integrante do Grupo A, tem prejuízo de R$ 10.898,65.

Av. Chesf - Distrito Industrial, 451. João Pessoa - PB. CEP 58082-010
CNPJ 09.366.790/0001-06