Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Esportes > Paraíba vai sediar maior prova de kart do mundo

Notícias

Paraíba vai sediar maior prova de kart do mundo

por publicado: 24/12/2017 00h05 última modificação: 24/12/2017 00h10
Divulgação A Rotax Max Challenge será disputada no Circuito Paladino, que fica localizado no município do Conde

A Rotax Max Challenge será disputada no Circuito Paladino, que fica localizado no município do Conde


Wellington Sérgio

A Paraíba vai sediar no próximo ano a 19ª edição do 'Rotax Max Challenge Grand Finals', o maior campeonato de kart do mundo. A competição será disputada no Circuito Paladino, na cidade do Conde, na Região Metropolitana de João Pessoa, no período de 24 de novembro a 1º de dezembro e reunirá cerca de 360 pilotos, a partir dos oito anos de idade, de 60 países. O evento, que será realizado pela primeira vez no estado e na América Latina, deve movimentar cerca de R$ 20 milhões na economia da região, com a vinda de mais de duas mil pessoas, entre pilotos, equipes, familiares, torcedores e turistas.

A decisão de trazer um evento internacional para a Paraíba foi um trabalho desenvolvido pelo governo do estado junto a Rotax - empresa que organiza o campeonato -, que colocará toda infraestrutura de hotelaria para acomodar a todos que quiserem prestigiar as provas. Outros fatores importantes para a escolha da Paraíba foram os atrativos turísticos, o Circuito Paladino ser homologado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e ser a única pista da América Latina apta para receber este tipo de competição.

Este ano, o Paladino sediou a Copa Brasil e oito etapas do Campeonato Paraibano. Em 2016, recebeu o Campeonato Brasileiro. Para o coordenador do Rotax Max Challenge, Rodrigo Madruga, a estrutura que tem a Paraíba com um circuito de grande porte e a colaboração do governo do estado foram fundamentais para que provas internacionais sejam realizadas no estado. Segundo ele, esta reunirá os melhores pilotos de kart do mundo que estarão travando grandes duelos na bela pista do Paladino.

“Ganha o esporte, o turismo e a Paraíba, que estará na mídia nacional e internacional, quando mostrará as provas e as belezas naturais do estado. Acredito que será um sucesso em todos os aspectos”, observou Rodrigo. Para participar da disputa, o piloto terá que conquistar o título no país de origem. O Brasil tem direito a 13 vagas em seis categorias disputadas. Nesta disputa do ano que vem, os motores são todos iguais e os equipamentos são disponibilizados pela organização, como chassis, motores, pneus, combustível, ferramentas, entre outros.

De acordo com a presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ruth Avelino, os entendimentos para sediar o desafio internacional aconteceram desde o ano passado, quando o governo do estado assegurou toda a infraestrutura para os organizadores. Ela ressaltou que a rede de hotéis conta com cerca de 12 mil leitos, em João Pessoa, e aproximadamente 4.900 no Conde, para receber turistas de todas as partes do mundo para o evento internacional. “Temos uma infraestrutura capaz de receber todo esse pessoal que vem para prestigiar as provas. Ganha a economia e o turismo paraibano que levará para o mundo as belezas naturais da nossa terra abençoada por Deus”, frisou.

BR 101 - KM 03 - Distrito Industrial - João Pessoa-PB - CEP: 58.082-010
CNPJ 01.518.579/0001-41