Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Paraíba > Capital registra falta de testes para Covid-19 na rede privada

Notícias

Capital registra falta de testes para Covid-19 na rede privada

Kits para realizar o diagnóstico da infecção pelo coronavírus acabaram em laboratórios, farmácias e policlínicas na capital

por publicado: 21/01/2022 08h00 última modificação: 21/01/2022 12h02
Exibir carrossel de imagens Foto: Marcus Antonius Aumento da procura por parte da população para realizar testes para Covid-19 provocou o desabastecimento

Aumento da procura por parte da população para realizar testes para Covid-19 provocou o desabastecimento

por Ana Flávia Nóbrega*


Com crescente no número de novos casos confirmados para Covid-19, em meio ao momento de contaminação comunitária da variante Ômicron, mais transmissível, a rede privada de saúde em João Pessoa registrou a escassez de testes disponíveis para o diagnóstico da doença e possuem, até o momento, previsão incerta para a reposição de estoque.

Na Unimed João Pessoa, uma nota foi emitida para os clientes do plano informando o baixo número de testes disponíveis como uma orientação para que os pacientes só solicitem a testagem caso estejam, de fato, com sintomas gripais ou com histórico de contato com uma pessoa contaminada.

“A Unimed João Pessoa recomenda aos seus clientes que só solicitem testes se realmente estiverem com sintomas gripais e dentro da janela imunológica (terceiro ao sétimo dia do início de sintomas). Estamos mantendo um estoque limitado em função da elevadíssima demanda”, informou a Unimed João Pessoa em nota publicada.
A previsão de chegada dos testes em larga escala está prevista para a próxima semana.

Além da cooperativa médica, laboratórios e farmácias que também realizam o teste na capital informaram baixo estoque e alta demanda. O Laboratório Roseane Dore emitiu um comunicado informando a suspensão da coleta desde a quarta-feira, ainda sem previsão para que o exame seja restabelecido.

Nos laboratórios da rede Maurílio de Almeida, o teste do tipo RT-PCR vem passando por alta procura e, por isso, foi informado, através das redes sociais, que o prazo para entrega poderá ser alterado. Até o momento do fechamento desta matéria, o laboratório não informou sobre falta de exames nos estoques.

Na Policlínica Emma, com diversas unidades distribuídas em João Pessoa, foi informado o encerramento do estoque com previsão de retomada para a sexta-feira.

Nas farmácias, a Redepharma e Farmácias Francy são as únicas que realizam a testagem em suas sedes. Ambas informaram que não há mais testes disponíveis no estoque. Nas Farmácias Francy, a testagem do tipo Swab poderá ser restabelecida nesta sexta-feira, a depender do fornecedor. Já na Redepharma, os estoques possuem previsão incerta para restabelecimento.

A falta de testes em pontos privados é resultado do crescimento exponencial e diário na procura por testagem em todo o país, causando a escassez do insumo no mercado e, dessa forma, comprometendo a entrega dos testes. Nos postos privados, os exames podem custar de R$ 100 a R$ 200.

Até o dia 12 de janeiro, a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) informou o número recorde diário de testes realizados nas unidades, com mais de 86,3 mil exames realizados até a data, com projeção de aumento.

Rede pública oferece testagem gratuita

 

Com a ausência da disponibilidade na rede particular, os únicos postos de testagem podem ser encontrados na rede pública. A Prefeitura de João Pessoa disponibiliza, diariamente, postos para testagem da população com exames do tipo RT-PCR, que colhe uma amostra das secreções respiratórias via Swab Nasal. Os postos recebem alta demanda com filas que chegam a mais de uma hora de espera para quem procura a oferta.

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, vem realizando testagem itinerante para a Covid-19 em pontos da cidade. A abertura dos postos acontece por volta das 17h e vai até as 22h, com entrega de fichas até uma hora antes.

Segundo informações da Prefeitura Municipal, a campanha Diagnostica João Pessoa, que tem como objetivo mapear e manter o controle dos casos da doença, aplicou 2.799 testes na última quarta-feira, onde 1.120 foram positivos para a presença da doença, o equivalente a 40% das amostras aplicadas.

Para ser testado, o cidadão precisa comparecer aos locais com documento de identidade em mãos. O resultado dos exames RT-PCR Antígeno, ofertado pela prefeitura, costuma levar até 20 minutos para ser entregue ao paciente. Os locais diários são divulgados na manhã do dia da testagem.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a falta de insumos na rede privada não atinge as testagens realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de modo que os municípios seguem abastecidos com testagens disponíveis para a população.

Além disso, novos testes chegaram à Paraíba ontem e deverão ser entregues até a próxima semana para os 223 municípios do Estado. O quantitativo não foi informado, no entanto, a entrega faz parte do plano de ampliação de testagem do Ministério da Saúde que informou, em 8 de janeiro, a distribuição de aproximadamente 28,2 milhões de unidades para o diagnóstico da doença ainda em janeiro.

Capital vacina hoje em 59 postos


A Prefeitura de João Pessoa dá continuidade à campanha de vacinação contra Covid-19 hoje imunizando a população em 59 postos distribuídos pela cidade. Todos os públicos a partir dos 12 anos devem realizar o agendamento pelo aplicativo Vacina João Pessoa ou site vacina.joaopessoa.pb.gov.br.

As crianças de cinco a 11 anos, com comorbidades ou deficiência, podem se vacinar na Funad, no bairro Pedro Gondim. Estão disponíveis também as primeiras doses para pessoas a partir de 12 anos e as segundas doses da CoronaVac (28 dias após a primeira dose), Pfizer (60 dias), AstraZeneca (90 dias) e Janssen.

Pode tomar a terceira dose a população com idade a partir de 18 anos (120 dias após a segunda dose), imunossuprimidos (28 dias) e os trabalhadores de saúde (120 dias). A aplicação da quarta dose é destinada para os indivíduos imunossuprimidos que tenham recebido a terceira dose há, pelo menos, 120 dias.

Para as crianças, no momento da vacinação, será necessário apresentar um documento oficial com foto ou certidão de nascimento da criança, cartão SUS, comprovante de residência em João Pessoa e laudo médico comprovando comorbidade ou deficiência.

 

*Matéria publicada originalmente na edição impressa de 22 de janeiro de 2022.

BR 101 - KM 03 - Distrito Industrial - João Pessoa-PB - CEP: 58.082-010
CNPJ 01.518.579/0001-41