Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Paraíba > Governo se reúne com Banco Mundial para acompanhamento da implementação do Plano de Segurança Hídrica

Notícias

Governo se reúne com Banco Mundial para acompanhamento da implementação do Plano de Segurança Hídrica

por publicado: 26/05/2021 08h52 última modificação: 26/05/2021 08h52

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente (Seirhma), está se reunindo em missão virtual com o Banco Mundial, no período de 24 a 28 de maio, visando avaliar as ações em andamento, o nível de atuação do Plano de Segurança Hídrica e montar plano de ação para agilizar a execução do projeto. 

Participaram da abertura da reunião o secretário da Seirhma, Deusdete Queiroga; a secretária executiva Virgiane Melo; o presidente da Cagepa, Marcos Vinicius; o presidente da Aesa, Porfírio Loureiro; o secretário chefe da Controladoria Geral do Estado, Letácio Guedes; o gerente do Projeto no Banco Mundial, Alfonso Alvestegui; a co-gerente do Projeto Paula Freitas; o líder setorial para infraestrutura e água Luis Andres, além de técnicos dos órgãos do Estado e do Banco Mundial. 

O secretário Deusdete Queiroga falou da importância de mais essa missão de supervisão do Banco Mundial nesta semana e os projetos que vão ser financiados pelo BM, com destaque para o projeto da Adutora Transparaíba Ramal do Cariri, com expectativa para até o mês de julho ser lançado o edital, por tratar-se de uma obra muito importante para a região e uma das obras fundamentais dentro do PSH, assim como a obra de reestruturação do sistema de esgotamento sanitário de João Pessoa.  

O contrato de empréstimo para execução do PSH foi assinado no dia 02 de dezembro de 2020, pelo governador João Azevêdo e a instituição financeira no valor de aproximadamente US$ 127 milhões. Como contrapartida, a gestão estadual também investirá com recursos próprios o montante de US$ 80,2 milhões nesse projeto.

De acordo com Virgiane Melo, o objetivo da reunião foi revisar os avanços desde a última missão em dezembro de 2020, acompanhar os processos relativos ao sistema de esgotamento sanitário da Região Metropolitana de João Pessoa, fazer o acompanhamento específico dos aspectos sociais e ambientais e de segurança de barragens.

A missão também discutiu a reengenharia e o reordenamento institucional da Cagepa, o avanço do Programa de Controle e Redução de Perdas d’agua,  o progresso das atividades programadas com Aesa e no âmbito da iniciativa Concessionárias do Futuro, além do desenvolvimento institucional, do gerenciamento financeiro do Projeto; e a abordagem das opções de supervisão remota e  o Plano de Ação e os próximos passos. 

A missão virtual do BM contou com a participação de 47 pessoas, sendo 33 técnicos do Estado e 14 do BM. “A próxima missão está marcada para o final do segundo semestre de 2021. Porém, outras reuniões seguirão um calendário semanal”, informou Virgiane Melo.

A ação vai beneficiar toda a população da Paraíba, especialmente as regiões do Cariri e Curimataú, que irão receber água de qualidade por meio do Sistema Adutor Transparaíba. Além disso, os investimentos irão permitir a reestruturação da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) e da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), bem como o reordenamento do esgoto de João Pessoa, ampliando a capacidade de tratamento da Cagepa na Capital.

BR 101 - KM 03 - Distrito Industrial - João Pessoa-PB - CEP: 58.082-010
CNPJ 01.518.579/0001-41