Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Políticas > Ação conjunta desarticula quadrilha que desviou R$ 1 milhão no Sertão

Notícias

Ação conjunta desarticula quadrilha que desviou R$ 1 milhão no Sertão

por publicado: 20/07/2016 11h07 última modificação: 20/07/2016 11h07
Divulgação/MPF Operação Cardeiro atuou para desarticular grupo em Princesa Isabel

Operação Cardeiro atuou para desarticular grupo em Princesa Isabel


Um desvio de verba estimada em R$ 1 milhão foi divulgado pela Polícia Federal e Ministério Público Federal. Na manhã de ontem, agentes dos dois órgãos deflagraram a Operação Cardeiro, para desarticular quadrilha envolvida em desvio de recursos públicos, fraudes em licitações e falsidade ideológica.

Os detalhes do esquema foram revelados durante entrevista coletiva realizada ontem no plenário da Câmara Municipal de Patos. De acordo com os representantes dos dois órgãos todo o esquema era realizado na Prefeitura Municipal de Princesa Isabel, no Sertão da Paraíba. colm desvio de verbas federais, oriundas do Ministério da Saúde.

A operação denominada de Cardeiro foi realizada em conjunto pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e o Ministério da Transpartência, Fiscalização e Controle (MPFC), antigo Controladoria Geral da União (CGU e ocorreu nos estados da Paraíba e Pernambuco, nas cidades de João Pessoa, Princesa Isabel, na Paraíba; e Salgueiro e Pesqueira, em Pernambuco.

Foram cumpridos cinco mandados de condução coercitiva, dez de busca e apreensão, três afastamentos cautelares de funções públicas e medidas de sequestro de bens. Dois mandados de prisão preventiva e dois de condução coercitiva não haviam sido cumpridos até o fechamento desta edição.

Participaram da operação 48 policiais federais, entre delegados e agentes, além de 3 auditores da CGU e um procurador da República. Todo o material apreendido e os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal (DPF) da cidade de Patos, no Sertão da Paraíba.

Operação Cardeiro

A investigação, iniciada pelo MPF em Monteiro em julho de 2014, a partir de denúncia da 11ª Gerência Regional de Saúde em Princesa Isabel, da Secretaria Estadual de Saúde (SES), e embasada em relatórios de auditoria da CGU, constatou que a empresa Construarq Empreendimentos e Construções LTDA ganhou duas licitações com suspeitas de favorecimento, em virtude de relações de parentesco entre os proprietários da empresa e o atual secretário de Administração e ex-prefeito de Princesa Isabel, cassado pela Justiça Eleitoral em 2012. Ao fiscalizar a construção de quatro Unidades Básicas de Saúde (UBS) e um Centro Especializado em Reabilitação, orçados em cerca de R$ 5 milhões, constatou-se desvio de aproximadamente R$ 1 milhão.

O nome “Cardeiro” faz alusão a um cacto bastante comum no Sertão. O vegetal é resistente à seca, assim como a corrupção insiste em perseverar na região, precisando ser combatida com intensidade.

BR 101 - KM 03 - Distrito Industrial - João Pessoa-PB - CEP: 58.082-010
CNPJ 01.518.579/0001-41