Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Paraíba > Acolhimento e humanização: estratégias de suporte utilizadas pela Maternidade Dr. Peregrino Filho

Notícias

Acolhimento e humanização: estratégias de suporte utilizadas pela Maternidade Dr. Peregrino Filho

por publicado: 18/08/2021 08h56 última modificação: 18/08/2021 08h56

A Maternidade Dr. Peregrino Filho, localizada em Patos, é referência para pacientes de alto risco, que são aquelas na qual a vida ou a saúde da mãe e/ou do feto e/ou do recém-nascido têm maiores chances de serem atingidas. Portadora do título de Hospital Amigo da Criança e da Mulher, a maternidade oferece uma assistência humanizada, focada no acolhimento e na oferta de um serviço qualificado e seguro, por meio de estratégias que foram implantadas ao longo dos anos.

As ações de acolhimento são oferecidas ainda durante a gestação, quando as pacientes de alto risco que realizam o pré-natal na unidade podem conhecer as instalações no “Tour da Gestante”. Os projetos de humanização são direcionados tanto para as mamães quanto para os recém-nascidos (RNs).

Na sala de parto, após o nascimento dos RNs, as enfermeiras obstétricas confeccionam carimbos de placenta com todos os dados do paciente. O projeto oferece mudança do modelo assistencial da unidade, bem como a satisfação e a criação de marcas psicológicas positivas para a vida da mulher e sua família, eternizando esse momento em forma de arte. Para fazer o carimbo, as enfermeiras fazem a higienização da placenta e, após passarem sobre o órgão tintas coloridas, utilizam a placenta para carimbar um papel. O desenho simboliza a Árvore da Vida e constitui uma forma de eternizar o vínculo entre mãe e filho, ainda na barriga da mãe.

Logo após o parto, acontece a “Hora Dourada” que consiste no contato pele a pele entre mãe e bebê e incentivo à amamentação na primeira hora de vida. Segundo a chefe do Núcleo de Enfermagem da Maternidade Peregrino Filho, Milene Nunes, esse momento fortalece o vínculo e ajuda a mãe na produção de ocitocina, um hormônio que estimula a descida do leite. “O vínculo afetivo é criado a partir desse ‘hormônio do amor’ e o leite materno além de consolidar essa conexão, ainda oferta inúmeros benefícios para o binômio mãe e bebê”. 

Como forma de acolher as dificuldades e os receios das mães, a unidade realiza o primeiro banho do recém-nascido próximo ao leito da genitora, com finalidade de ensiná-las sobre o manejo do bebê e estreitar a relação entre mães, recém-nascidos e familiares. Além disso, as mães são tratadas pelo nome, promovendo acolhimento e uma abordagem individualizada. 

Como uma unidade de alto risco, também são ofertadas ações de humanização para atender as mães cujos bebês ficam internados na UTI Neonatal. Para elas, são ofertadas diariamente banho de sol, ginástica laboral, café da tarde, rodas de conversa, exibição de filmes e oficinas. A diretora da maternidade, Railda de Almeida Gomes, explica que todo esse cuidado tem a única finalidade de amparar as famílias enquanto os bebês se recuperam: “Essa abordagem é um carinho da nossa equipe que se preocupa também com a saúde mental dessas genitoras”, afirma.

Para os bebês que estão na UTI, várias estratégias são empregadas. Datas comemorativas são celebradas com roupas alusivas, assim como o mesversário, que é comemorado com a mãe, na impossibilidade de viver esse momento com o bebê e os demais membros da família. Os recém-nascidos contam ainda com musicoterapia, que é aplicada na “Hora do soninho”. Na ocasião, são reduzidos a luminosidade os ruídos e a música aplicada neste ambiente tem como intuito estabilizar parâmetros fisiológicos como saturação de oxigênio e o crescimento parâmetros comportamentais. “Há vários estudos que apontam a eficácia dessa intervenção no ambiente neonatal, reduzindo o estresse do ambiente hospitalar e favorecendo a redução do tempo de internação dos pacientes”, justifica Milene Nunes.

Para os casos onde ocorrem óbitos neonatais, a unidade desenvolveu um protocolo de atenção especial, no qual as famílias recebem acolhimento de forma humanizada. “É um momento de ruptura de vínculo muito significativa e buscamos facilitar o enfrentamento e amenizar os impactos emocionais causados pela perda”, conta Railda de Almeida Gomes. Nessas situações, são entregues às famílias a Certidão de amor eterno e Carta de despedida, que são lembrança de vida do RN para os pais e familiares.

A Maternidade Dr. Peregrino Filho atende 89 municípios da 3ª Macro Região de Saúde e da 6ª Gerência de Saúde. Somente em 2020, 3.444 partos foram realizados e até julho de 2021, mais de 2.000 já foram registrados.

BR 101 - KM 03 - Distrito Industrial - João Pessoa-PB - CEP: 58.082-010
CNPJ 01.518.579/0001-41