Contraste

Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Paraíba > CG supera meta no combate ao Aedes aegypti

Notícias

CG supera meta no combate ao Aedes aegypti

por publicado: 26/01/2016 11h59 última modificação: 26/01/2016 12h01
Divulgação/Secom-CG Agentes de combate às endemias e comunitários de saúde buscam focos de proliferação do mosquito

Agentes de combate às endemias e comunitários de saúde buscam focos de proliferação do mosquito


Os municípios brasileiros têm até o fim de fevereiro para fazer a inspeção de todos os imóveis em ações contra o Aedes aegypti. De acordo com o Ministério da Saúde, até o momento, apenas 15% da meta nacional foi atingida. Em Campina Grande, os trabalhos estão bem mais avançados e a Prefeitura já conseguiu visitar 75% do total de 178.797 dos imóveis da cidade. Este ano, as atividades de combate ao mosquito no município ganharam o reforço dos agentes comunitários de saúde e também estão sendo realizadas em parceria com o Exército.

De acordo com a gerente de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde, Rossandra Oliveira, as vistorias estão sendo feitas por 135 agentes de combate às endemias, 120 agentes de comunitários de saúde e 60 soldados do Exército.

“Com organização, conseguimos colocar um verdadeiro batalhão nas ruas de Campina, visitando casa por casa. Além da busca ativa pelos focos de proliferação do mosquito, os profissionais estão levando orientações aos moradores, conscientizando a população, que também tem feito a sua parte nesta luta”, assegurou.

Além do reforço na equipe, a gerente de Vigilância Ambiental explicou que a liminar concedida pela 3ª Vara da Fazenda Pública para que os agentes de endemias possam entrar em imóveis abandonados e terrenos sem acesso também contribuiu para o avanço nos trabalhos. O pedido de liminar foi solicitado pela Procuradoria Geral do Município e, desde dezembro do ano passado, os agentes já vistoriaram 325 dos 957 imóveis que estão nesta situação na cidade. As intervenções nesses locais são realizadas com apoio da Polícia Militar.

“Outra ação importante foi a realização de mutirões de limpeza, em parceria com a Secretaria de Serviços Urbanos, nos bairros com maior incidência de proliferação do mosquito e também naquelas comunidades onde mais pessoas apresentaram sintomas de dengue, zika e chikungunya. Além disso, temos um trabalho educativo permanente, com apoio das escolas da rede municipal de educação”, destacou Rossandra Oliveira.

DengueZapp
Estratégia inédita no combate ao Aedes aegypti, a Prefeitura de Campina Grande lançou em abril de 2014 o “DengueZapp” para facilitar o envio de informações sobre possíveis focos do mosquito pela população campinense. Trata-se de um número de telefone (83 99991-0553) que pode ser acessado pelo aplicativo Whatsapp para enviar mensagens, imagens e vídeos.
O operador do “DengueZapp” recebe as denúncias e repassa para os agentes de endemias, que têm até cinco dias úteis para fazer a vistoria no local informado. Desde o lançamento do programa, a Secretaria Municipal de Saúde já recebeu cerca de 900 chamados pelo aplicativo.

Av. Chesf - Distrito Industrial, 451. João Pessoa - PB. CEP 58082-010
CNPJ 09.366.790/0001-06